Você está em - Paróquia

Os fiéis sempre invocaram o nome de Maria com a esperança de que ela os ajudassem a resolver seus problemas pessoais. Sendo assim, este título de Nossa Senhora da Esperança não é novo, pois Mãe de Deus na liturgia tem sido denominada de “Esperança dos desesperados”. Quando recitamos a salve rainha, logo no inicio dizemos que Maria é “Esperança nossa” e pedimos que ela ouça nosso bardo, é porque nela, nós depositamos todas as nossas esperanças, sejam elas as mais impossíveis. A devoção à Maria com o título de Nossa Senhora da Esperança é o mais antigo que se tem notícias nos vem da cidade de Meziéres, na França, onde ainda hoje se conserva um belíssimo santuário construído no ano de 930 e depois se espalhou por toda Europa, sendo mais popularizada na Espanha e Portugal. Na Espanha a comemoração de nossa Senhora da Esperança é no dia 18 de Dezembro, para anunciar o nascimento do menino Jesus que será oito dias depois. Em terra espanholas ela é padroeira do santuário de Servilha, com o titulo de “La Macarena” ( Srª da Esperança), sabe-se também que ela é a Padroeira dos comerciantes espanhóis.

Em Portugal o Culto à virgem Maria com o título de Nossa Senhora da Esperança, desenvolveu muito na época dos descobrimentos, das grandes viagens marítimas, figurando entre seu fervorosos devotos o Comandante Pedro Álvares Cabral, que tinha em seu poder uma linda imagem que ainda hoje esta conservada na Igreja Paroquial de Belmonte, terra Natal de nosso descobrimento.

A devoção a Nossa Senhora da Esperança no Brasil, vem desde o descobrimento: Cabral ao empreender sua viagem as Índias o que acabou descobrindo o Brasil, levava em sua nau a referida imagem de Nossa Senhora da Esperança. Pero Vaz Caminha em uma de suas cartas enviadas ao Rei de Portugal: Dom Manuel I, relata as primeiras missas rezadas em solo brasileiro, tendo sido a 1ª missa no dia 26 de Abril e a 2ª no dia 1 Maio do ano de 1500, Ambas segundo a tradição católica, na presença de uma grande cruz e sobre o olhar materno da Mãe da esperança. Esta imagem retornou ao Brasil no ano de 1955 por ocasião do congresso Internacional realizado no Rio de Janeiro. A réplica desta imagem se encontra na Catedral de Brasília, sabe-se hoje que em todo o território brasileiro, existem de onze paróquias nas quais Nossa Senhora da Esperança é Padroeira. Que estão assim distribuídas: Diocese de Assis, município de Lutécia – SP / Diocese de Bragança Paulista- SP / Arquidiocese de Brasília – DF / Diocese de Parnaíba, município de Esperantina – PI / Diocese de Itabira, município de Ipatinga – MG / Diocese de Santo Amaro – SP / Diocese de Itabira, município de Esperantina – PI / Diocese de são Miguel Paulista – SP / Arquidiocese do Rio de Janeiro – RJ e aqui na nossa Cidade da Esperança, entre nós com seu olhar doce e materno nos abençoando todos os dias e intercedendo por nossas causas junto a Santíssima Trindade. ( ) Mãe da Esperança prometida conduzi os vossos filhos para os Céus.

Texto publicado na Tribuna do Norte, dia 25/10/1964

+ Paróquia

Ver mais